O Que Causa O Câncer? A Resposta Que Incomodou Muito

0 609

A resposta para o que causa o câncer foi encontrada em 1954 por um cientista brasileiro, Estevam Kovacsik.

Mas a sua descoberta incomodou muita gente, foi rechaçada por alguns daqueles que mais poderiam ajudar na comprovação científica e no aprimoramento do seu método de cura.

Estevam descobriu a causa, desenvolveu método de diagnóstico, tratamento e cura através de seus estudos e pesquisas com base na Radiestesia e concluiu:

A causa do câncer advém da exposição prolongada a radiação do subsolo proveniente de veios de água contaminada [ por dejetos. e poluentes ].

Embora isso possa causar certa estranheza o fato é que registros entre 1960 e 1980 dão conta de que 2.240 pessoas foram curadas de câncer através do Método Kovacsik.

Do total de 2.346 atendimentos no período 106 não obtiveram êxito, segundo o próprio cientista por não seguirem corretamente o tratamento ou por falecimento.

As controvérsias da descoberta da origem do câncer fora do domínio da medicina convencional são abordadas na abertura do documentário Da Origem ao Fim do Câncer produzido por Daniel Kovacsik, bisneto de Estevam:

“… Em 1954 um senhor sem escolaridade, sem recursos, um pesquisador autodidata descobriu a causa e a cura para uma doença que até hoje cientistas, pesquisadores e médicos com milhões de recursos não descobriram?” Daniel Kovacsik.

Além disso o documentário se propõe a responder duas perguntas:

  • “Esse tratamento realmente funciona?”
  • “Se funciona por que o Mundo ainda não o conhece?”

O fato é que Estevam Kovacsik estava no caminho certo conforme as mais recentes publicações da medicina convencional sobre as principais causas do câncer.

O Que Causa O Câncer: Mais De 80% Dos Casos São Causados Por Agentes Externos

A causa do câncer advém da exposição prolongada a radiações do subsolo proveniente de veios de água contaminada por dejetos, identificou Estevam Kovacsik.

Ele chegou a essa conclusão a partir de seus estudos em Radiestesia, ciência que estuda a sensibilidade à radiação (vibração sutil) emitida por todo ser vivo e objetos, pela água e a Terra.

A medicina convencional também atribui a agentes externos a origem do câncer em mais de 80% dos casos, conforme publicação oficial do Ministério da Saúde no site do Instituto Nacional do Câncer

Entre os maiores agentes externos causadores do câncer segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) é a poluição ambiental conforme evidências publicadas em seus relatórios desde 2011.

A conclusão da OMS corrobora com a descoberta da causa do câncer realizada por Estevam Kovacsik cinquenta anos antes.

Pois reafirma a ação de um agente externo ao organismo decorrente de poluição ambiental como origem principal da doença.

Estevam Kovacsik identificou câncer causado por um agente externo oriundo de veios de água contaminada, provavelmente, por esgotos que atingiram o lençol freático.

Existem ainda outras causas em menor número de ocorrências relacionadas a genética e ao envelhecimento.

Como Surge o Câncer

O câncer surge independente de sua causa externa ou interna a partir de anomalias no processo de divisão celular.

A divisão celular é a base do ciclo de vida que permite ao organismo crescer a partir da produção de mais células, substituir células mortas por novas (a pele por exemplo) e se recuperar de lesões.

Em situações normais tudo funciona bem graças aos reguladores do ciclo celular devido a participação de proteínas especializadas do organismo.

Já a divisão celular desregulada dará origem a um tumor que se caracteriza por um aumento de células de um determinado tecido ou órgão, não sendo necessariamente um câncer.

O câncer surge de um tumor dito maligno por suas principais características:

  • Se reproduzir muito rapidamente a partir de muitas mutações de seu código genético.
  • Capacidade de se infiltrar em outros tecidos (tipos de células).
  • Causar disfunções severas nas células invadidas a ponto de inviabilizar a vida de órgãos e tecidos.

Da Origem Do Câncer ao Tratamento Com Base Na Radiestesia

Estevam Kovacsik possuía muita habilidade em Radiestesia na qual se aprimorou-se sozinho, autodidata, metódico, observador com interesses e curiosidade aguçada para muitas áreas do conhecimento.

Durante anos estudou e pesquisou a origem do câncer chegando a conclusão que sua origem não devia estar na área de atuação da medicina convencional.

Pois se assim fosse a cura já teria sido encontrada” alegava Estevam conforme nos conta Celeste, neta do cientista, em depoimento no documentário de Daniel Kovacsik.

Mas O Que Motivou Estevam a Iniciar Suas Pesquisas?

Intrigado com uma constatação, resolveu investigar porque alguns animais de criação apresentavam feridas, tumores e não se desenvolvendo como outros mesmo recebendo alimentação e cuidados iguais.

Radiestesista que era, logo percebeu que havia uma vibração destoante no local em que ficavam os animais doentes, posteriormente identificou presença de um veio de água contaminada no local.

Com o tempo conseguiu distinguir a diferença vibracional (radiação) entre veios de água saudável e de água contaminada.

Desde o início recorreu a laboratórios de análises clinicas para verificar as amostras de tumores retirados dos animais e das águas para validar as suas suspeitas.

Uma Vida Pelo Fim Do Câncer: MÉTODO KOVACSIK

No livro “Uma Vida Pelo Fim Do Câncer: MÉTODO KOVACSIK” os autores Vinícius Piva e Daniel Kovacsik contam essa história e revelam que Estevam se dedicou integralmente por mais de onze anos as suas pesquisas.

Constatou que a exposição prolongada a radiação (vibração) de veios de água contaminada traziam enormes prejuízos a saúde e eram a causa do câncer.

A Pesquisa do Método Kovacsik

A pesquisa, o diagnóstico e tratamento do Método Kovacsik tiveram como base a Radiestesia que envolveu a observação de animais, plantas e pessoas, essas últimas de forma não invasiva.

Estevam conseguiu relacionar problemas de saúde e dificuldades para dormir com a localização da cama e a presença de irradiações de veios de água.

Estudou também os níveis de contaminação da água dos veios localizados o que o permitiu isolar o agente do câncer e mais tarde utilizá-lo no desenvolvimento do diagnóstico.

Com os dados catalogados de muito tempo de pesquisa conseguiu analisar e concluir:

O Câncer tem sua origem por radiações do subsolo emitidas por veios de águas poluídas por dejetos, fezes entre outros elementos contaminantes.

Através de seus estudos Estevam Kovacsik afirmou que a exposição prolongada há essas radiações permite ao agente do câncer atingir o organismo.

As regiões do coração e o baço são as portas de entrada para o agente que causa o câncer, mas isso não significa que a doença vá se desenvolver nesses órgãos.

O agente do câncer não se manifesta imediatamente, em vez disso debilita a pessoa aos poucos dando oportunidade à doença surgir tempos depois num órgão ou tecido mais fragilizado.

Diagnóstico do Câncer Pelo Método Kovacsik (MK)

Recorre-se ao uso de um pêndulo (instrumento de uso comum em Radiestesia) para diagnosticar através do MK se o agente do câncer está presente no corpo de uma pessoa.

Para isso o radiestesista segura em uma mão o pendulo posicionando-o sobre a pessoa e na outra mão segura um frasco com o agente isolado do câncer.

O diagnóstico será positivo para a doença se houver ressonância entre as radiações emitidas pelo corpo da pessoa e do agente do câncer.

O que fará com que o pêndulo inicie um movimento giratório por detectar a ressonância presente.

A falta de movimento do pêndulo nesse processo de diagnóstico indicará por sua vez a ausência do agente causador do câncer na pessoa.

O Tratamento no Método Kovacsik

O tratamento também se baseia em Radistesia através de radiação de energia natural que aplicada ao corpo da pessoa elimina a vida do o agente causador do câncer.

A captação de energia é realizada com o auxílio de uma pirâmide ou de um instrumento no formato de um “U”, ambos acompanhados de um acelerador que se assemelha a uma moeda.

As peças são metálica e cumprem a função de aumentar a captação de energia natural durante as sessões que duram 20 minutos cada.

As três primeiras sessões são semanais e depois mensais durante o período de um ano.

Além de orientações para alguns cuidados pessoais o paciente recebe um isolador.

Trata-se de outra peça metálica para ser utilizada em locais de maior permanência, em casa ou no trabalho por exemplo.

O tratamento é extremamente simples e requer acompanhamento para o paciente compreenda o processo e as orientações até a sua conclusão.

O Processo de Cura do Câncer no Método Kovacsik

Sérgio, pai de Daniel, é um dos familiares que deu continuidade aos atendimentos.

Ele explica que a partir das primeiras sessões já é possível constatar a regressão de sintomas da doenças.

Pois o tratamento tira a vida da doença“, afirma Sérgio no documentário.

E exemplifica o que é esperado com esse tratamento no caso de um tumor:

  • “Que a partir da primeira aplicação o tumor não mais progrida”.
  • “E que a partir dela [a primeira aplicação] ele comece a retroceder”.

No documentário e na Internet encontramos depoimentos de pessoas que falam sobre a redução de sintomas e afirmam terem sido curadas de câncer através do Método Kovacsik.

Para A Causa do Câncer Um Caminho Alternativo de Cura

Há décadas terapias e medicinas alternativas são caminhos seguros no tratamento e prevenção de doenças.

Já incorporadas na Rede Básica de Saúde Pública esse movimento é objeto de artigos científicos a exemplo deste:

Medicina complementar e alternativa na rede básica de serviços de saúde: uma aproximação qualitativa” de Silvana Cappelleti NagaiI da Universidade Paulista e de Marcos de Souza Queiroz da Universidade Estadual de Campinas.

Mas não há unanimidade sobre qual caminho seguir quando enfrentamos uma doença grave seja num ente querido, em nós mesmos.

Tom Campbell, físico americano, criador da teoria MyBigTOE ( Minha Grande Teoria de Tudo ) faz referência ao “ceticismo de mente aberta”:

Eu abordo tudo com ceticismo de mente aberta, não existe outra forma de lidar efetivamente com a incerteza” Tom Campbell

Isso é muito pertinente para lidarmos com com situações totalmente fora do convencional e que não podem ser ignoradas como o tema abordado aqui.

Para conhecer mais sobre o Método Kovacsik

Para saber mais sobre diagnóstico, tratamento e cura do câncer pelo método de Estevam Kovacsik você pode ler o livro, assistir o documentário (acesse pelos links no artigo) e entrar em contato com a AEMK – Associação Estevam e Maria Kovacsik.

Terapeutas & Terapias

Agradecemos Muito por Seu Comentário!

Seu endereço de email não será publicado.

WhatsApp Fale Comigo! Obrigado,