O Perdão Como Exercício Para A Liberdade Profunda

O Perdão é tema importante presente na religião, na filosofia, nas práticas terapêuticas e traz impactos diretos e profundos em nossa vida.

A forma como lidamos com sentimentos de mágoa, rancor, vingança, tristeza e culpa, os pensamentos e comportamentos recorrentes e limitantes e até mesmo doenças que manifestamos estão na raiz das questões mal resolvidas com os outros e com nós mesmos.

Por essa razão o Perdão é visto por muitos como um remédio que promove cura interior, da alma, da mente e do corpo físico.

Aliás, Cura é recorrentemente relacionada a Perdão em inúmeros aspectos conforme vasta quantidade de referências encontradas nas Religiões, na Psicologia e nas últimas décadas, também na Medicina Ocidental tradicional.

Há vários estudos científicos e trabalhos clínicos recentes sobre o perdão no processo de cura na Medicina Ocidental, na Medicina Oriental e nas Terapias Holísticas isso já é compreendido desde longa data.

Vamos falar mais sobre isso!

Wania Rigo - Barras de Access - Terapeuta Renascedora - Rio de Janeiro

Neste artigo trago dicas práticas da Psicóloga e Terapeuta Wania Rigo para a prática e o exercício do perdão, sim perdoar é um exercício que com técnicas apropriadas, como nos ensina a Wania, temos mais possibilidades de alcançar a Liberdade Profunda e condições de cocriar a Realidade que desejamos.

Ao pesquisar sobre o tema me deparei com mitos a serem quebrados, contextos e iniciativas acadêmicas e terapêuticas que facilitam a prática do perdão e do autoperdão, que comprovadamente nos gera leveza, paz, compreensão, saúde e prosperidade.

Além da Wania Rigo, outros profundos conhecedores da natureza humana como Mário Sérgio Cortella, Leandro Karnal e Luiz Felipe Pondé, entre muitos mais, são coesos ao afirmar que o perdão em essência diz respeito a nós mesmos.

Daí a necessidade de compreendermos isso também como auto perdão.

“.. quando você fala perdoar ou não pessoas a tua volta acho que fará bem a você, se você o fizer, mas não as pessoas que não querem ser perdoados e há pessoas que não querem ser perdoados porque elas entendem que elas não fizeram nada …”

Mário Sérgio Cortella – Sobre O Perdão

“.. eu entendo perdão com a forma de (auto) libertação …”

Luiz Felipe Pondé

Essa libertação é sua não do outro, é por você e em você que o exercício do perdão deve ser realizado porque “ao perdoar o outro” corre-se o risco do erro de interpretação do Ego de se achar no “exercício do poder” de perdoar, conforme explica Leandro Karnal.

“… o perdão … é também o exercício de poder, se eu (o ego) preciso perdoar, pertence a mim o poder, o múnus (tarefa), a potência e o outro está numa posição inferior que merece o perdão …”

Leandro Karnal

Ferramentas de Perdão

Wania Rigo chama de ferramentas de perdão as técnicas que utilizou para realizar uma profunda limpeza em todas as formas de pensamento, sentimentos e emoções que a limitavam.

Descobriu que o perdão é algo anterior e essencial para realmente ter sucesso duradouro nos processos de cocriação da realidade que ela desejava viver.

“Não há como ter felicidade, prosperidade, um grande amor sem perdoar, sem limpar energeticamente sentimentos de mágoas, ressentimentos e tristezas com coisas do passado”

Wania Rigo Terapeuta

Perdão Cria Espaço Energético Para Novas Possibilidades

Como analogia para compreender o espaço energético criado pelo perdão procure se imaginar diante de um guarda-roupas lotado ou de uma estante abarrotada de livros como propõe a Wania.

São coisas acumuladas, “empoeiradas e mofadas” que não lhe servem mais, difíceis de lidar assim como “mágoas, ressentimentos e situações mal resolvidas”.

Você consegue perceber o espaço, a leveza e a sensação de liberdade que limpar e remover essas coisas pode proporcionar?

O mesmo acontece ao praticarmos o perdão!

Para facilitar esse exercício do perdão existem técnicas para limpar pensamentos recorrentes, histórias de traumas e dramas de vida e crenças limitantes relacionadas a sentimentos de raiva, mágoa, tristeza, rancor, culpa e vingança.

Através do Liberdade Profunda Wania Rigo (clique no link para acessar a página) ensina técnicas para construir os alicerces de uma limpeza energética através do exercício do perdão e a partir disso nos capacitar a trabalhar temas mais específicos como relacionamento, realização pessoal, profissional e prosperidade.

Contextos do Perdão: Energético, Psicológico e Social

É bom contextualizar que as ferramentas de perdão atuam de forma energética para nos libertar de coisas recorrentes do passado de forma a criar condições para estarmos mais presentes, conscientes e flexíveis com todas as situações da vida diária.

Naturalmente que o termo perdão possui diferentes interpretações de acordo com o contexto religioso, filosófico, psicológico, social e mesmo legal sobre o que qual se aplique.

Podemos destacar algumas das ideias encontradas no conjunto desses contextos, mas não necessariamente comum a todos, haja vista que alguns aspectos legais e religiosos podem ser mais restritivos:

# Perdão trata-se de um processo “intencional e voluntário” de quem perdoa o outro ou a si mesmo.

# Na maioria dos contextos o perdão é concedido sem esperar qualquer resposta por parte da pessoa perdoada, exceto em questões legais e em algumas religiosas.

# Perdão se difere de tolerar (falhas recorrentes), desculpar ( das responsabilidades), esquecer (o fato existente) ou reconciliar (restaurar relacionamento).

Tomar conhecimento destes contextos, praticar as ferramentas do perdão com as situações diárias e as do passado melhoram o nosso convívio com tudo e com todos a nossa volta, além de gerar saúde, bem-estar e nos permitir ter mais a acesso à Consciência.

Mitos Sobre Perdão

Acima citei que o perdão se difere de tolerar, desculpar, esquecer, etc e isso está relacionado a mitos nos diversos contextos que podemos reunir a seguir:

Perdoar é Reconciliar e Esquecer a “Ofensa” – Mito!

De maneira alguma perdoar demanda reconciliação ou requer esquecer o fato que originou o sentimento de mágoa ou de algum dano de fato.

Lembre-se que não mudamos o passado de fato, no entanto, podemos ressignificar o valor ou a importância que damos a ele, os sentimentos e pontos de vista sobre algo que aconteceu ou, mais profundamente, sobre as coisas que criamos em nossa vida no passado.

O propósito do perdão é compreender a situação mal resolvida para eliminar sentimentos de mágoa, rancor e nos libertar do peso e limitações que esses sentimentos causam em todas as áreas da nossa vida.

Da mesma forma que há pessoas que não querem ser “perdoadas” seja você ou outro (leia mais acima!), reconciliar pode não fazer sentido também.

Não é necessário “ser amigo novamente” ou forçar “nova uma amizade” com quem não há empatia alguma.

Perdoar Novamente Mesmo Quem Não Merece – Mito!

Situações recorrentes, em nossa vida em especial as que nos incomodam, que adiamos ou temos dificuldades para lidar, são aquelas com as quais temos algo a aprender.

Assim essa questão de “perdoar novamente ou perdoar quem não merece” é um mito sobre perdão.

Perdão é algo que operamos em nós mesmos, na prática ao perdoar “o outro” estamos sim nos libertando do peso de um sentimento que nós mesmos atribuímos ao acontecimento ou a pessoa a quem imaginamos perdoar.

Então ao se perceber “perdoando novamente quem não merece” aproveite para refletir sobre como você criou essa situação mais uma vez e poderá obter algum aprendizado para interromper essa recorrência.

Se Redimir para Ser Perdoado – Mito!

Você já ouviu algo do tipo “só perdoou se ele me pedir desculpas“. Sério?!!!

Essa forma de pensar é um equívoco fomentado pelo Ego.

Isso está longe de ser o exercício de perdão que irá nos proporcionar Paz, nos libertar de sentimentos de mágoa, raiva, rancor e frustração por questões mal resolvidas.

9 Passos Para Aprender A Perdoar – Dr. Frederic Luskin

Frederic Luskin - Projeto Perdão
Frederic Luskin, Ph.D. is the Director of the Stanford University Forgiveness Projects

O Dr. Frederic Luskin é PHD em Psicologia, Diretor dos Projetos de Perdão da Universidade de Stanford.

Através de anos de pesquisas demonstrou que aprender a perdoar resulta em mais vitalidade física, otimismo, autoeficácia que em Psicologia refere-se a habilidade para enfrentar desafios e realizar tarefas e ainda, melhora a pressão arterial.

A partir dos seus estudos desenvolveu 9 passos para aprender a perdoar que resumi aqui em tradução livre. Acompanhe!

#1 COMPREENDA EXATAMENTE COMO SE SENTE

Busque saber como se sente sobre o fato ocorrido, procure compreender o que não está bem sobre isso e converse ao alguém próximo de sua confiança sobre o assunto.

#2 FAZER O QUE FOR NECESSÁRIO

Comprometa-se a fazer o que for necessário para se sentir melhor, lembre-se que o perdão é para você e não para o outro.

#3 BUSQUE PAZ E COMPREENSÃO, NÃO RECONCILIAÇÃO NECESSARIAMENTE

O perdão não é necessariamente reconciliação, o importante é encontrar paz e compreensão sobre a experiência da mágoa de modo a poder ressignificar o sentimento associado.

#4 PERDOAR CURA SENTIMENTOS FERIDOS

Obtenha a perspectiva correta sobre o que está acontecendo para curar os sentimentos feridos. Perceba que a angústia que sente é causada por seus sentimentos, pensamentos, perturbações físicas e emocionais de agora e não do que aconteceu há dez anos ou há poucos minutos.

#5 ADIAR A RESPOSTA AUTOMÁTICA

Ao se perceber chateado recorra a alguma atividade prazerosa para inibir os mecanismos de respostas automáticas e de stress.

Acrescento uma observação pessoal. Considere recorrer a um exercício simples de respiração profunda e lenta para relaxar, fechar os olhos quando possível para imaginar algo agradável ou mesmo sorrir e gargalhar se escolher isso!

#6 RECONHEÇA O INEXEQUÍVEL

Reconheça as “regras inexequíveis” que você tem para sua saúde ou como você ou outras pessoas devem se comportar.

Desista de esperar coisas de outras pessoas, ou da sua vida, que elas não escolheram dar a você.

Lembre-se disso: você pode esperar saúde, amor, paz, prosperidade e trabalhar nisso para obtê-los.

#7 USE SUA ENERGIA DE FORMA POSITIVA

Não gaste energia repetindo mentalmente as suas mágoas, concentre a sua energia nos seus objetivos positivos para encontrar maneiras de alcançados.

#8 PERDÃO TEM A VER COM PODER PESSOAL

O Dr. Fred Luskin afirma que se concentrar em seus sentimentos feridos é dar “poder” sobre você ao que lhe causou dor.

Em vez disso, aprenda a procurar o amor, a beleza e a bondade ao seu redor, leve uma vida bem vivida através do perdão, pois o perdão é sobre poder pessoal.

#9 ESCOLHA PERDOAR

Mude suas histórias de queixas para lembrá-lo da escolha heroica que é perdoar

Para Aprender A Perdoar Com Mais Facilidade

Perdão como caminho para a Liberdade Profunda

Wania Rigo – Psicóloga, Terapeuta Renascedora e Facilitadora de Access Consciousness® nos ensina a Aprender a Perdoar através de técnicas acessíveis e ferramentas práticas em seu Curso Liberdade Profunda – A limpeza que possibilita a Cocriação de sua Realidade – Clique neste link para comprar!

Deixe um comentário