Essências Florais: Frequências Vibracionais Para O Despertar Da Consciência

0 168

Uma essência floral, ou vibracional, é uma frequência de onda que contém a força vital de uma determinada planta, quem nos conta isso é Sandra Epstein, pesquisadora de Essências Florais da Mata Atlântica desde 1990.

As propriedades energéticas de uma planta preservadas em soluções à base de água e de álcool na forma de essência floral, são transmitidas além do corpo físico, conforme encontramos no livro da Sandra Epstein mencionado mais abaixo neste artigo.

De fato cada essência floral tem uma característica específica da frequência vibracional da planta da qual é feita.

Essa frequência vibracional da essência floral possui ressonância com aspectos emocionais, mentais, espirituais e físicos do ser humano.

Por essa razão quando fazemos uso de essências florais elas nos proporcionam equilíbrio energético, iniciando pelo nosso corpo emocional até atingir o corpo físico.

Acompanhe esta breve introdução em vídeo no qual a Sandra Epstein fala sobre o papel desse importante bioma na formação das essências florais e vibracionais da Mata Atlântica.

A seguir a transcrição do vídeo (texto em itálico).

Essências Florais Da Mata Atlântica

“A Mata Atlântica, esta riqueza natural está localizada em toda a costa brasileira de norte a sul é a linha divisória entre o Oceano Atlântico e o continente latino-americano.

Essências Vibracionais do Bioma Mata Atlântica - Sandra Epstein
Mata Atlântica

É uma das maiores biodiversidades do planeta e é importante lembrar que biodiversidade é medida no menor espaço de terra e a quantidade de vida existente nela.

A terra da Mata Atlântica não é uma terra fértil, o que faz com que ela seja uma das maiores diversidades é exatamente a solução que as plantas encontraram, então uma solução social que as plantas encontraram na construção de um tapete complexo de vida a partir das diferenças, a partir das diferentes espécies e não através da semelhança.

Essências Florais e Vibracionais

Na essência vibracional e na essência floral nós temos apenas a informação, a virtude da planta “imprint” na água que é um excelente condutor de informação, mas é através da onda (frequência vibracional).

Então são ondas de conhecimento que são absorvidas pelo elemento água.

Para que a gente possa trazer uma nova humanidade construindo uma nova cultura planetária com algumas diferenças, com um diferencial dessa trajetória que a gente vai até hoje.

Essências Florais – Uma Jornada da Consciência Desperta

Em seu livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica – A Jornada da Consciência Desperta, Sandra Epstein fala sobre o papel das essências florais em nos auxiliar no processo de autoconhecimento e de expansão da consciência e isso me inspirou a escrever este artigo.

Eu acredito que um obstáculo comum a ser vencido por quem busca expandir sua consciência é compreender que a “verdade científica” da ciência ocidental, incluindo a medicina, explica somente um caso particular da realidade que experienciamos.

E esse tema é muito bem explicado na primeira parte do livro da Sandra Epstein e trata-se de leitura recomendável para todos, é daqueles conteúdos que dá vontade de compartilhar!

A segunda parte do livro há um relato histórico do processo de pesquisa realizado pela Sandra e a partir do qual ela desenvolveu o sistema de essências florais Ararêtama.

E a parte final do livro destina-se ao uso terapêutico com descrição das Essências Florais e Vibracionais criadas pela Sandra Epstein a partir de plantas da Mata Atlântica, chamado Sistema Ararêtama.

Atualmente o Sistema Ararêtama é composto de 35 essências florais e em breve vamos atualizar notícias sobre o lançamento do novo livro da Sandra Epstein.

Esta última parte pode ser utilizada de forma consultiva para conhecer cada essência floral, com fotos, informações descritivas, indicações de uso, quais chakras em que atuam as essências florais, além de sintomas e benefícios, tudo de forma bem estruturada.

O Material e O Espiritual – Mundos Separados Na Ciência Ocidente

No capítulo inicial do livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica, da Sandra Epstein, encontramos explicações muito objetivas de como a visão ocidental do que é “ciência” foi construída e porque conhecimentos do mundo espiritual (ou holístico, energético e das terapias vibracionais) foram relegados de valor científico na medicina e na ciência ocidental.

O livro dá conta que que antes da Revolução Científica a Ciência incluía razão e fé para compreender a Natureza e assim não havia separação.

E ainda, no livro a Sandra Epstein descreve a trajetória de construção do sistema de pensamento (cartesiano) que separou da “ciência” os conhecimentos do mundo espiritual.

Ela descreve como René Descartes consolida o pensamento cartesiano partir de resultados obtidos por Issac Newton, Galileu Galilei, Johannes Kepler, Nicolau Copérnico, que confrontaram a Igreja e dogmas predominantes em suas respectivas épocas.

Descartes, filósofo e matemático, viu nas descobertas dos novos astrônomos a necessidade de construir um sistema inteiramente novo de pensamento que, ele acreditava, seria o alicerce de uma ‘ciência maravilhosa’, que levaria a efeito a unificação de todo conhecimento. A realidade resultou exatamente no contrário“.

Sandra Epstein, Capítulo 1 – A Separação, livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica

A proposta de Descartes foi amplamente aceita, tornou-se padrão científico para explicar todos os fenômenos da Natureza com base na razão e isso acabou por separar da ciência racional (posteriormente designada por cartesiana) tudo que fosse proveniente da fé, do mundo espiritual ou baseada em aspectos energético, sensitivos e subjetivos (de experiência pessoal).

Os Limites do Pensamento Cartesiano

Sandra Epstein nos relata acontecimentos históricos do início do século XX que expuseram os limites da ciência cartesiana, cujas leis não podiam explicar fenômenos ondulatórios e os novos conceitos surgidos nessa época, destacando em seu livro:

  • Os conceitos de espaço e tempo trazidos pela Teoria da Relatividade (1905) de Albert Einstein.
  • A descoberta do Raio X e suas propriedades radioativas (1895) por Wilheelm Conrad Rontgen.

Cabe lembrar aqui que a teoria quântica não nega os fatos e os fenômenos que as metodologias cartesiana e newtoniana nos ensinaram. São totalmente válidos dentro dos parâmetros em que foram concebidos e aplicados“.

Sandra Epstein, livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica

Abordagem Sistêmica Versus Cartesiana na Prática da Medicina

A partir de um resumo da história da Medicina a Sandra Epstein nos apresenta que medicina e cura eram de natureza orgânica e espiritual (“sistêmica”) antes da Revolução Científica.

Essa visão “sistêmica”, “holística”, de medicina e cura quase desapareceu em decorrência da predominância do pensamento cartesiano no desenvolvimento da prática médica a partir da Revolução Científica.

Muitos são os protagonistas citados pela Sandra Epstein em seu livro, que segundo a história da medicina e da ciência ajudaram a construir a visão de que todo ser vivo seria funcionalmente como uma máquina.

Constituído de partes independentes passíveis reparos e substituições ou no caso de humano ter seus órgão e tecidos medicados, operados e até mesmo substituídos.

Neste capítulo a Sandra resgata a linha do tempo de descobertas como a do oxigênio e avanços científicos através da metodologia cartesiana em áreas como botânica, zoologia, microbiologia, fisiologia, teoria celular, circulação sanguínea que contribuíram e reforçaram os métodos da medicina convencional como a conhecemos atualmente.

Naturalmente essa abordagem proporcionou excelente desenvolvimento e resultados para a medicina, também encontrou limitações e paradoxos, como nos relata a pesquisadora Sandra Epstein.

“O avanço dos físicos na área da biologia, um resultado da teoria quântica, bem como ‘o princípio da incerteza’ de Heisenberg, contribuíram com o que é denominado quebra do código genético. Uma percepção quântica ocorreu quando os cientistas começaram a perguntar: “o que é vida?” Tornou-se cada vez mais clara a probabilidade de nenhum componente individual poder oferecer a resposta”.

Sandra Epstein, livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica

Prática Médica e Cura

Ainda na primeira parte do seu livro a pesquisadora de essências florais da Mata Atlântica, Sandra Epstein, faz uma análise do cenário atual da prática médica e de várias questões sobre políticas públicas na área da saúde, custos, relação de consumo e prestação de serviços dos cuidados médicos oferecidos às pessoas.

“As verdadeiras questões, no entanto, têm a ver com a qualidade e as formas de tratamento no futuro, bem como com a maneira pela qual terá de ser modificada a definição desses serviços”.

Sandra Epstein, livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica

Ela chama a atenção para as diferenças entre “tratamento médico” e “prática médica“, entre “cuidados com a saúde” e “educação para a saúde” que na formação médica cartesiana são tratadas de forma indistintas.

Para a compreensão das diferenças acima citadas a Sandra Epstein desenvolve argumentos sobre temas que vão desde a visão mecanicista no tratamento das doenças, da saúde transdisciplinar, da cura além do corpo físico, do trabalho de curandeiros populares, da indústria médica e farmacêutica entre outros que podem ser conferidos com a leitura do livro.

Ainda sobre isso a Sandra observa que “De modo geral, pode-se dizer que a prática médica atual está concentrada na doença, não na pessoa”.

Intuição no Uso das Essências Florais

“Os níveis mais profundos de energia em plantas somente podem ser apurados pelo que podemos melhor chamar de intuição. Essa face da planta, não observável pelos nossos cinco sentidos, é chamada de númeno e é quando nós nos abrimos aos aspectos espirituais dessa energia que nos tornamos capazes de descobrir a essência da planta”.

Sandra Epstein, livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica

Em seu livro a Sandra traz referências ao Dr. Edward Bach, respeitado médico com formação em medicina convencional, que na década de 1930 desenvolve uma série de essências florais a partir de plantas terapêuticas.

Segundo consta, ele foi motivado por questões pessoais de saúde e também por sua convicção de que uma doença necessitava ser tratada além do corpo físico, isto é, os aspectos mentais, emocionais e espirituais eram fundamentais ao processo de cura.

O Dr. Bach conseguiu mapear a relação entre essências florais e estados emocionais e ainda observar transformações no corpo emocional de seus pacientes em decorrentes da ação das substâncias vibracionais seus corpos eletromagnéticos, conforme nos relata a Sandra Epstein em seu livro.

Mais Informações Sobre Essências Florais

Sandra Epstein - Essências Florais Ararêtama

A Sandra Epstein é pesquisadora de essências florais, autora de livros, educadora de terapias holísticas, criou e desenvolveu o Sistema Ararêtama de Essências Florais da Mata Atlântica, possui inúmeras projetos na área de terapias e em breve também vamos contar com sua inestimável colaboração e conhecimentos aqui no Terapeutas.Site.

Entre em contato de Sandra Epstein:

Contact PersonFale com Sandra Epstein!

Através de seus Sites e Redes Sociais:

Além disso o seu livro Essências Vibracionais da Mata AtlânticaA Jornada da Consciência Desperta (Editora TRIOM) está disponível em PDF (gratuito) para download em seu site no link abaixo:

Acesse por Aqui a página para baixar o Livro!

Fontes

  • Livro Essências Vibracionais da Mata Atlântica – A Jornada da Consciência Desperta, de Sandra Epstein, TRIOM
  • https://www.araretama.com.br
  • https://upliftconnect.com/vibrational-medicine/
  • https://www.crystalherbs.com/vibrational-medicine.asp
  • https://www.naturaltherapypages.com.au/article/what_are_vibrational_essences
  • https://www.danceswithdragons.com/vibrational-essences-faqs
  • https://theblissfuldog.com/blogs/from-the-blissful-dog/91502659-what-exactly-are-vibrational-essences

Agradecemos Muito por Seu Comentário!

Seu endereço de email não será publicado.

WhatsApp Fale com Gerson! Obrigado,